Recomeçar do fim?


Há um tempo tenho deitado a cabeça sobre meu travesseiro com a esperança de que o amanhã será melhor, um amanhã realizado e feliz.

Todas as noites deito esperando que o dia recomece e eu possa tentar outra vez fazer tudo melhor e da maneira que eu sempre quis, não que eu não consiga fazer, mas eu já andava sem folego para tentar novamente sem o medo de errar me assombrar.

Depois de algumas rasteiras que a vida dá, parei e percebi que tudo o que você faz a outra pessoa, isso volta de alguma maneira, tudo o que você deseja pra alguém isso volta de alguma maneira também e na mesma intensidade.

Tudo que você fez exatamente esse ano voltou, e aos extremos, ou deu certo ou deu errado, parece que a vida quer te levar a um lugar que você não queira ir, mas... Na verdade? Ela só quer mostrar o que realmente você está fazendo para chegar lá.

Todas as noites, deita uma cópia de mim, cada vez menos representada pelos meus objetivos e meus sonhos, deita uma cópia que só acorda quando o dia recomeça, esperando fazer tudo da melhor maneira possível, não que eu não queira, mas já respira sozinho um corpo cansado e desiludido.

Aprendi que as rasteiras que a vida dá nada mais é do que o sinal do que você fez, como se fosse um espelho refletindo sabe?! Tantas provas, tantos trabalhos, tantas obrigações, tantas pessoas passando pela minha vida e eu... Vegetando em um mundo que o tempo é somente para meus objetivos.

Tudo que você fez exatamente esse ano voltou, e aos extremos, tudo que você prometeu no início do ano voltou, e parece que vai ficar em mais um início de ano, porque então ao invés de prometer iniciar a academia, a dieta, o estudo intenso do concurso, nós não procuramos fazer aquele hobby, dar a atenção a uma pessoa que procurou te dar a atenção em troca de um sorriso, aquele suco no fim de semana com os amigos que você ficou devendo no começo do ano, aquela volta no parque com o seu cachorro que já não sabe mais quem você é de tantos perfumes que troca diariamente, ou até mesmo aquele carinho a uma pessoa que dedica metade do dia dela pensado em você.

Todas as noites, deita uma pessoa mais orientada a viver, cada vez mais representada pelos meus objetivos e meus sonhos, deita uma pessoa que vive momentos que cada dia pode proporcionar, fazendo tudo melhor, mas que já respira o ar puro um corpo que ama, sente, chora, brinca, descansa, estuda e apaixona, porque a vida é feita de intensidades e cabe exclusivamente a você escolher a intensidade que deseja viver. 


Você poderá gostar

2 comentários

  1. Amei seu blog, ganhou seguidor fiel.

    ResponderExcluir
  2. Amei o texto Jacque <3
    Seu blog tá lindo demais, parabéns!
    Beijos
    Paty
    www.entendademoda.com.br

    ResponderExcluir