Entre asas e sonhos


Te embalo pelos meus sonhos, permito que toque a minha alma, o meu coração, que segure bem firme na minha mão e que me leve até o cume da montanha mais alta, onde nossos olhos se encontrarão por um breve instante que mais parece uma eternidade, e que sorrisos aflorem em nosso rosto, trazendo consigo a certeza de que não há porque temer. 

E nesse ato de coragem, ele segurando bem firme a minha mão, damos alguns passos para trás e num impulso tremendo corremos em direção ao nada, ao tudo, saltando da montanha mais alta e sentindo as nuvens sob nossas faces, como quem acaricia a alma, olhando tudo ao nosso redor com maior profundidade, sabedoria, apreciando cada instante e admirando toda aquela imensidão enquanto de nossas costas surgem asas de um jeito mágico e surpreendente. 

Dor?! Nenhuma. É como se estivéssemos nos renovando naquele exato momento. Transformação, quem nunca passou por isso? Me arrepia só de pensar, de imaginar, de sentir, sentir o mundo ali comigo, sentir a sua mão me segurando bem forte, sentir parte do calor do teu corpo, calor que me aquece a alma. 

E no momento em que sinto que minhas asas finalmente estão para fora de meu corpo, de um jeito desajeitado como sempre fui, vou batendo uma, duas, três vezes, até que finalmente eu consigo voar com elas, sim, com as minhas próprias asas! Como é bom sentir que finalmente estou livre, como é bom poder voar e ter uma companhia tão esplendorosa como a sua, sempre ao meu lado, me ensinando e voando junto a mim, me apresentando a diversos lugares e paisagens que jamais imaginei existir. Sentindo o cheiro, o vento, o ar que eu respiro, olhando tudo ao meu redor, ouvindo o som da natureza. Essa sem dúvidas é uma das melhores sensações. 

Como não havia percebido isso antes?! Finalmente estava preparada, como a lagarta que sai de seu próprio casulo e abre as suas asas dando o primeiro voo como uma linda borboleta. É um momento único, inesquecível.. Uma verdadeira onda de paz e tranqüilidade invade o meu corpo e os meus pensamentos, enquanto um arrepio percorre todo o meu corpo, olho profundamente em seus olhos, abro um imenso sorriso enquanto fixo meu olhar nos seus. E então, como que por ironia do destino, abro meus olhos para a realidade, despertando de um sono profundo e mágico, ainda com o mesmo sorriso e a sensação de que sim, aquilo foi real. Nesse momento me viro preguiçosa sob a cama e encontro uma linda pena toda branca e fofinha atrás de mim, perto das minhas costas, seria este um sinal?! Para mim é a confirmação de que sonhos podem sim se tornar realidade, basta acreditar, basta ter fé.

Follow me: FACEBOOK | TWITTER | INSTAGRAM | FLICKR | YOUTUBE LOOKBOOK

Você poderá gostar

4 comentários

  1. Talvez um dia, águias e corujas voem juntas, abandonando o velho hábito da vida solitária. Planarão, de asas dadas, céu afora, memorizando paisagens inebriantes, imprimindo, de forma indelével, recordações de um sonho vivido a dois em um lugar especial, que chamamos de coração. Respirarão a energia fumegante da vida e a cada inspirada, recolherão em seus peitos o aroma da pureza incomparável da generosidade divina concedida aos que têm fé, acumulando em seus pulmões sentimentos puros a serem distribuídos por todo o seu corpo, fazendo exalar através do olhar, um brilho contagioso a resplandecer por todos os vales visitados, nas infinitas viagens ao mundo dos sonhos....

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E enquanto houver vida, haverá esperança. Quisera eu que chegue logo o dia em que águias e corujas voem finalmente juntas. O céu ficará mais lindo e a natureza responderá com a mesma energia que emanamos de nosso espírito, onde tudo ficará em perfeito equilíbrio, em perfeita sintonia, como em um conjunto de notas que quando unidas formam a melodia dos anjos, encantador...

      Excluir
  2. Muito legal o texto, entendi nele que se trata de amor e liberdade, bjs

    http://angelimcosmeticos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Simmm Ritinha, se trata exatamente disso! Fico feliz que tenha gostado! Bjs.

      Excluir